"Como dois e dois são quatro/Sei que a vida vale a pena/Embora o pão seja caro/E a liberdade pequena" (Ferreira Gullar)
Meu Diário
20/04/2021 18h34
SELO TIARAJU - UMA BELA HISTÓRIA DESCONHECIDA

     Confesso meu desconhecimento sem pudor. Hoje, fui a uma loja de discos procurar alguns LPs, como costumo fazer, para garimpar algumas raridades (outras nem tanto) para o meu acervo. E não é que encontro um LP intitulado "Pedro Gorgo - Sua orquestra e cantores"? Até aí tudo bem. Há tantas preciosidades nas livrarias e afins de Porto Alegre que jamais conhecerei, parafraseando Mario Quintana. Ocorre que fui olhar a ficha técnica e vi que o selo era Tiaraju (Tiaraju Gravações Ind. e Com. Ltda), com sede em Santo Ângelo e filial na rua Voluntários da Pátria, em Porto Alegre. Nunca havia ouvido falar. Vou apelar para os meus doutos amigos e para os habitantes e historiados dessa linda cidade missioneira para me trazer mais informações sobre essa iniciativa que deve ter um lastro e legado culturais por detrás deveras interessante. Esperemos. 

 


Publicado por Landro Oviedo em 20/04/2021 às 18h34
 
01/04/2021 21h59
PRONTO, FALEI! (29)

No Brasil, seis pessoas têm a renda de cem milhões de brasileiros. Aí os caras vêm falar em comunismo. Oportuno.



Publicado por Landro Oviedo em 01/04/2021 às 21h59
 
16/03/2021 21h02
ATO GOLPISTA E NEGACIONISTA NO CMS EM PORTO ALEGRE

     Os militantes bolsonaristas estão realizando aglomerações e defendendo esse governo genocida, além de fazer apologia ao Golpe de 64. Realizam isso já há dois dias na data desta postagem e tumultuando o centro de Porto Alegre, tirando o direito de ir e vir dos pedestres, que têm de fazer um longo desvio por conta da tomada autoritária do passeio público. Outra coisa a ser registrada é o apoio do Comando Militar do Sul (CMS) a esses reacionários e obscurantistas. Pelo jeito, o CMS quer mesmo fazer jus à sua tradição golpista de 1964 como sede do movimento que rasgou a Constuição e a frágil democracia do país.

     Os idiotas têm uma autoestima tão boa que acabam sendo manipulados e nunca se darão conta disso. São laranjas ideológicas, apesar de vestirem verde e amarelo.

 

 


Publicado por Landro Oviedo em 16/03/2021 às 21h02
 
09/03/2021 18h01
"TOCAIA GRANDE" (JORGE AMADO)

     Desde meus primórdios no curso de Letras, sempre ouvi discutíveis restrições à obra de Jorge Amado por parte da crítica especializada. Embora não seja um leitor recorrente de sua obra, penso que ela é um pouco do Brasil que deu certo. Talvez seja efeito de uma variante do complexo de vira-lata de que nos falou o dramaturgo Nélson Rodrigues esse tipo de contestação. Bom mesmo é Paulo Coelho! Tenho certeza de que qualquer país com um  nível cultural e educacional mais elevado orgulhar-se-ia de ter Jorge Amado como um dos seu melhores intérpretes. Nessa obra, "Tocaia Grande", ele retoma a tradição de um dos nossos  maiores escritores de todos os tempos, Aluísio de Azevedo, ao apresentar a localidade de Tocaia Grande como a grande personagem que serve de cenário para a arraia-miúda que nela desfila seus dramas sem eco. A relações de espezinhamento dos mais desfavorecidos são esmiuçadas numa obra de fôlego, que faz o leitor refletir que a tragédia de Canudos não foi por acaso. Recomendo sem pestanejar.

Em tempo: quem ainda não leu "ABC de Castro Alves", também de Jorge Amado, em que ele presta um tributo ao revolucionário poeta Castro Alves, talvez esteja perdendo o imperdível.

 

 


Publicado por Landro Oviedo em 09/03/2021 às 18h01
 
02/03/2021 20h09
SE FOI O DEDÉ (ANDRÉ AGOSTINI)

     Nesta terça-feira, soube da morte de um velho conhecido e amigo, o professor, escritor, empreendedor, militante político e ex-vereador André Agostini, de Passo Fundo, mais conhecido como Dedé.
     Conheci o Dedé quando ele já era um promissor intelectual das lutas sociais e políticas da cidade. Fomos contemporâneos na UPF na década de 80. Eu estava recém conhecendo aquele emaranhado de doutrinas e ideologias e ele trafegava nesse universo com a desenvoltura de um veterano, embora fosse jovem, pulsante e de uma elegância sorridente. Sua oratória era magnética e, nas disputas estudantis, sempre tínhamos receio de que ele fizesse a assistência pender para o seu lado, o que, não raro, ocorria, desarticulando nossas estratégias. 
     Depois desse tempo, nos encontramos poucas vezes e a última foi na Praça da Alfândega, em Porto Alegre, quando nos cumprimentamos efusivamente.
     A comunidade de Passo Fundo perde um personagem essencial do seu percurso mais recente. A par de Argeu Santarém, de De Césaro e outros, fez com que aquela cidade, num certo momento da minha vida de estudante, fosse minha metrópole cultural. Sua verve, sua afetividade, sua visão humanista e sua cartesiana argumentação em assuntos complexos são atributos a serem rememorados de sua curta e profícua existência. Até um dia, companheiro Dedé!


Publicado por Landro Oviedo em 02/03/2021 às 20h09



Página 2 de 125 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]


"A VIDA É BELA. QUE AS FUTURAS GERAÇÕES A LIMPEM DE TODO MAL, DE TODA OPRESSÃO E VIOLÊNCIA E A DESFRUTEM PLENAMENTE." (LEON TRÓTSKI)